Diário Do Povo - Edição Eletrônica
segunda-feira, 30 de maio de 2016
Cliente
RSS
Adicione aos Favoritos

29/5/2016 09:00:00 - Geral

Segunda fase do Exame de
Ordem será neste domingo 

clique para ampliar

No Piauí, as provas acontecem na cidade de Floriano, Parnaíba e Teresina



Cerca de 1.150 bacharéis e estudantes de Direito piauienses se submetem hoje à segunda fase do XIX Exame de Ordem Unificado, que corresponde à prova prático-profissional. O certame iniciará às 13h, com abertura dos portões às 11h, e a aplicação acontecerá simultaneamente em todo o país pelo Conselho Federal da OAB, por meio da Fundação Getúlio Vargas.
No Piauí, as provas serão aplicadas nas cidades de: Floriano, no campus da Universidade Estadual do Piauí; Parnaíba, na Faculdade Mauricio de Nassau; Picos, no Instituto Monsenhor Hipólito; e Teresina, no Centro Universitário Uninovafapi.
Nesta etapa, os examinandos deverão responder a quatro questões escritas discursivas e preparar uma peça profissional. Com duração de cinco horas, o candidato opta por uma das áreas do direito no ato da inscrição: direito administrativo, direito civil, direito constitucional, direito empresarial, direito penal, direito do trabalho ou direito tributário e do seu correspondente direito processual.
O Exame de Ordem é uma realização do Conselho Federal da OAB, por meio da FGV. A aprovação é requisito necessário para a inscrição nos quadros da OAB como advogado e pode ser prestado por bacharel em Direito, ainda que pendente apenas a sua colação de grau, formado em instituição regularmente credenciada. Poderão realizá-lo os estudantes de Direito do último ano do curso de graduação em Direito ou dos dois últimos semestres.
EXAME - O Exame de Ordem é um teste aplicado três vezes por ano em todo o Brasil e que visa aferir a capacitação básica necessária ao exercício profissional da advocacia. O Exame de Ordem é dividido em duas fases, ambas de caráter apenas eliminatório:
A primeira fase é composta por uma prova objetiva, atualmente composta por 80 questões de múltipla escolha, com  quatro opções cada, versando sobre as disciplinas profissionalizantes obrigatórias e integrantes do currículo mínimo do curso de Direito fixadas pelo MEC (Direito Civil, Processo Civil, Direito Penal, Processo Penal, Direito do Trabalho, Processo do Trabalho, Direito Comercial, Direito Tributário, Direito Constitucional, Direito Administrativo etc), incluindo Código de Defesa do Consumidor (CDC), Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA), Direito Ambiental, Direitos Humanos e Direito Internacional, além de questões sobre Estatuto da OAB, Regulamento Geral e Código de Ética e Disciplina. 
Na prova objetiva, não é permitida a utilização de qualquer material de consulta. Nessa etapa, serão aprovados todos os candidatos que atingirem 50% de acertos de questões válidas.
A segunda fase, chamada Prova Prático-Profissional e com valor de 10 pontos, só é aplicada aos candidatos aprovados na 1ª fase, e é composta de 2 partes distintas compreendendo a área de opção do candidato, escolhida no ato da inscrição dentre as seguintes opções: Direito Administrativo, Direito Civil, Direito Constitucional, Direito Empresarial, Direito Penal, Direito do Trabalho ou Direito Tributário (acompanhadas de seus correspondentes direitos processuais).
Na prova prático-profissional, será permitida a consulta apenas à legislação seca, sem qualquer anotação ou comentário, referente à área de opção do examindado. Para aprovação na 2ª etapa, é necessário conseguir nota igual ou superior a  seis pontos dentre os 10 distribuídos.




© ARPNET Tecnologia em Informações.