Diário Do Povo - Edição Eletrônica
terça-feira, 30 de junho de 2015
RSS
Adicione aos Favoritos
29/11/201230/11/2012
Euro (Compra)  
Euro (Venda)  
Dólar Comercial (Compra)2,09862,1068
Dólar Comercial (Venda)2,09912,1074
Dólar Paralelo (Compra)2,19862,2068

30/6/2015 09:00:00 - Geral

Estação da Agespisa não
funciona por falta de luz

clique para ampliar

Devido à falta de energia, Estação de Tratamento de Água II não foi inaugurada



A Estação de Tratamento de Água II (ETA), construída no bairro Santa Maria da Codipi, zona Norte de Teresina, ainda não foi inaugurada por falta de energia elétrica. A inauguração do local deveria ter ocorrido assim que as obras foram concluídas, no mês de abril. No entanto, foi constatado que o projeto inicial não havia previsto a construção de um ramal para o abastecimento de energia elétrica.
Para solucionar o problema, o governo teve que investir mais R$ 1,5 milhão em todo o sistema elétrico para garantir o funcionamento da estação sem quedas de energia e oscilações. A energia elétrica que deverá garantir o funcionamento da ETA II será colhida da subestação do bairro Pedra Mole. 
A obra custou ao todo cerca de R$ 50 milhões de recursos oriundos do Tesouro Estadual e foi conduzida pelo Instituto de Desenvolvimento do Piauí (Idepi).
"Como pode uma obra tão bonita como essa ser concluída e ficar parada todo esse tempo por falta de energia? Ela já deveria estar funcionando a todo o vapor desde o início do ano. Já estamos na metade e nada", declarou Florentino Filho, presidente do sindicato dos engenheiros do Piauí (Senge-PI).
Ainda de acordo com Florentino, o presidente da Agespisa, Raimundo Nonato Trigo, durante audiência pública realizada ontem no plenarinho da Assembleia Legislativa do Piauí, prometeu a inauguração da ETA II para o próximo mês de agosto.
"O presidente da Agespisa me garantiu a inauguração, disse que já resolveu o problema junto à Eletrobras, que a empresa já foi licitada para a construção do ramal e que a partir da próxima semana será montada a parte elétrica, em seguida se iniciarão os períodos de testes que devem durar até o fim do mês. O Raimundo Nonato afirmou ontem que a estação receberá o reforço de energia elétrica necessário para sua inauguração. Que essa não seja só mais uma promessa", comentou Florentino.
O presidente do sindicato dos engenheiros informou ainda que se começar a funcionar efetivamente conforme o prometido pelo governo, a ETA da Santa Maria deverá produzir cerca de 500 litros de água por segundo e beneficiará em torno de 100 mil pessoas nesta primeira fase.
"Os moradores da Santa Maria, Nova Teresina, Residencial Tabajara, Residencial HBB, Anita Ferraz, Vila do Avião, Cidade Jardim até a Pedra Mole receberão água da estação.  Acredito que o local  tem estrutura para uma futura ampliação, ou seja, mais gente atendida," completou. 
Atualmente, o fornecimento de água no bairro é realizado por meio de poços tubulares, que não atendem à demanda e fazem com que a população sofra com falta d'água constante. 
Teresina tem hoje uma produção de 2.500 litros de água por segundo. A produção de água tratada da ETA da Santa Maria da Codipi vai representar 20% da água tratada da capital.  A água consumida pelos teresinenses é captada do rio Parnaíba através de bombas, direto para a estação de tratamento, para ser purificada e distribuída para a população.





© ARPNET Tecnologia em Informações.