Diário Do Povo - Edição Eletrônica
terça-feira, 22 de julho de 2014
RSS
Adicione aos Favoritos
29/11/201230/11/2012
Euro (Compra)  
Euro (Venda)  
Dólar Comercial (Compra)2,09862,1068
Dólar Comercial (Venda)2,09912,1074
Dólar Paralelo (Compra)2,19862,2068

19/1/2014 09:00:00 - Geral

Cresce número de 
acidentes em Teresina

clique para ampliar

Acidentes em Teresina cresceu 6,67% em 2013, de acordo com dados do Ciptran. Na foto o registro de uma capotamento na zona Norte



O aumento frequente dos acidentes de trânsito é o fator que tem gerado preocupação em toda a sociedade.  Nos últimos 30 anos, entre 1980 e 2011, o Brasil chegou a quase um milhão de pessoas mortas vítimas de acidentes, de acordo com o Mapa da Violência 2013. O Piauí aparece na pesquisa com o 4º estado mais violento do país no trânsito, com um índice de 34,7 mortes por 100 mil habitantes. Quem lidera o ranking é o estado de Tocantins (37,9), seguindo de Rondônia (37,5) e Mato Grosso (35,2).
Segundo levantamento do Mapa Estatístico da Companhia Independente de Policiamento e Transito (Ciptran), no ano de 2013 foram registrados um total de 3.697 acidentes em Teresina e também, em operações especiais realizadas no interior do estado. Desse total, 1.475 foram acidentes com vítimas, que resultaram em 1.678 pessoas feridas e 67 mortes. Além disso, 2.222 acidentes não tiveram vitimas. Ao todo, em 2013 a Ciptran realizou 897 operações, que resultaram em 181.630 condutores abordados, uma média mensal de 14.878 pessoas. Foram realizados durante todo o ano 3.214 teste de alcoolemia e 3.620 veículos foram removidos, por motivos diversos.
Os dados do órgão revelam um crescimento 6,67% no total de acidentes em comparação ao ano de 2012, configurando 2013 como o mais violento no trânsito nos últimos três anos. Houve também uma elevação no número de vítimas fatais de 15,51%. Em 2012, o número de pessoas vitimadas fatalmente, registradas pela Ciptran, saiu de 57 para 67 óbitos. O número de vítimas feridas também aumentou 6,47%.
Um dos motivos principais ainda continua sendo a ausência de documentação, que além de remoção do veículo, gera também penalidades para o condutor. No decorrer do ano, de acordo com o levantamento da Ciptran foram recolhidos 4.826 Certificados de Registro e Licenciamento de Veículos (CRLV) e 1.515 Carteiras de Habilitação (CNH). Ao todo, a companhia emitiu 27.088 notificações de trânsito.
Em um comparativo com o ano anterior, as ações de policiamento de trânsito foram muito maiores. Segundo o Ciptrans, durante todo o ano de 2012 foram realizadas 334 operações pelo CPC, sendo que destas apenas 24 tinham como objeto principal o policiamento e fiscalização de trânsito. Já em 2013 foram realizadas 897 operações, sendo que apenas as operações "Madrugada Segura" não apresentam a participação de Agentes de trânsito da Superintendência Municipal de Transporte e Transito (STRANS).
Apesar disso, uma dificuldade é relatada pelo documento, que diz respeito ao contingente de policiais disponíveis à companhia e condições de trabalho. Atualmente, segundo conta no documento, a quantidade de pessoal, equipamentos e horários têm sido os limitadores para o desenvolvimento de mais ações voltadas para a fiscalização de trânsito. "Fica também evidenciado que outras ações, além das fiscalizações propriamente ditas, precisam ser planejadas e desenvolvidas", finaliza.



© ARPNET Tecnologia em Informações.