Diário Do Povo - Edição Eletrônica
sexta-feira, 1 de agosto de 2014
RSS
Adicione aos Favoritos
29/11/201230/11/2012
Euro (Compra)  
Euro (Venda)  
Dólar Comercial (Compra)2,09862,1068
Dólar Comercial (Venda)2,09912,1074
Dólar Paralelo (Compra)2,19862,2068

11/5/2012 09:00:00 - Polícia

PM faz operações e apreende
armas e munições no interior

clique para ampliar

MUNIÇÃO: produto estava escondido em uma casa em São Raimundo Nonato



Em duas operações quase que simultâneas, a Polícia do Piauí apreendeu diversas armas e munições.  Três pessoas foram presas e encaminhadas  as penitenciárias do Estado após autuações em flagrante por porte ilegal de armas.
O primeiro caso aconteceu na cidade de São Raimundo Nonato, a cerca de 518 quilômetros ao Sul da capital e foi comandada pela Delegacia Regional daquele município, em conjunto com a Polinter, a pedido do Secretário de Segurança, Robert Rios, Delegado Geral, James Guerra e do Delgado Geral de Polícia do Interior, Adail.
Foram encontradas em uma casa várias armas de uso restrito da polícia e mais de R$ 5 mil em dinheiro. "Chegamos a essa casa ainda de madrugada. Lá encontramos três rifles calibre 44, um revólver calibre 22, dois revólveres calibre 38, uma pistola 380, muita munição e R$ 5.200", disse uma delegada que participou da operação em citação do portal saoraimundo.com.
Apenas a dona da casa, que não teve o nome revelado, estava no momento da busca. Essa senhora foi levada para a delegacia onde prestou depoimento.
"O que ela nos informou até agora é que tudo que foi encontrado na casa é de um sobrinho que mora com ela", disse.
ESPOLETAS - Em Fronteira, município na divisa com o Ceará, os policiais militares da 4ª Companhia de Polícia Militar em Fronteiras fizeram a apreensão de 220 munições de calibres variados, além de um vasto material para comercialização ilegal, como 8 quilos de chumbo, 2.500 espoletas, vários frascos de pólvora e três armas de fogo.
O material foi encontrado com Joaquim Genésio Martins e José Edinaldo Rodrigues de Sousa, vulgo "Cocão". Segundo a polícia, a dupla comercializava os produtos de forma ilegal.
Os comerciantes foram presos e encaminhados para a Delegacia de Polícia para os procedimentos legais. "Essa operação foi desencadeada através de informações que chegaram até essas pessoas, e graças ao bom relacionamento que temos com o delegado regional foi possível fazer buscas e efetuarmos as apreensões em tempo hábil", declarou o Tenente Gilson, que está respondendo pelo Comando da 4ª Companhia do 4º Batalhão.



© ARPNET Tecnologia em Informações.